O que são valores pessoais e sua importância para o branding pessoal.

#04 O que são valores pessoais e sua importância para o branding pessoal

Pense em uma situação em que algo acontece e que tira você do sério, te deixa muito irritado (a).

Pensou?

O motivo pelo qual essa situação mexeu tanto com você foi porque com certeza algum valor moral seu foi impactado.

Valores são aqueles princípios que regem a sua vida, é aquele limite que você se impõe perante certas circunstâncias.

Sabe uma coisa que me irrita muito? Falta de comprometimento com o outro. Se você marcou comigo para nos encontrarmos e, atrasa sem motivo ou simplesmente não aparece eu fico muito irritada. Essa é uma das situações que mais mexem comigo, pois eu nunca agiria assim.

Talvez esta situação não te incomode tanto, talvez você se incomode mais em conviver ou trabalhar com pessoas que não são criteriosas e organizadas.

Certa vez tive uma discussão muito grande em casa por conta de um embrulho de presente. Isso mesmo uma bobagem não é?

Estávamos atrasados para uma comemoração e eu havia embalado o presente do aniversariante como uma sobra de papel que tínhamos em casa, confesso que não ficou uma obra de arte (eu não ligo muito para isso) porém, na hora que Gustavo viu reclamou, disse que não iria entregar assim, que teríamos que comprar uma embalagem decente.

Eu reclamei, briguei, custei a entender que para ele era muito importante a forma de apresentação do pacote. Ele é todo cuidadoso com seus objetos, é mais vaidoso do que eu enfim, aquela situação estava ferindo um dos valores dele.

Fomos até uma loja comprar uma embalagem para depois seguir ao evento.

Se eu tivesse me atentado aos seus valores de zelo / cuidado, organização eu teria evitado uma briga e evitado criar uma situação emocionalmente ruim para nós naquele momento.

Se todas as nossas decisões são geridas pelos nossos valores, na vida profissional não seria diferente. Tive funcionários da minha antiga empresa que trabalhavam no mesmo setor e possuem valores bem diferentes.

Quando fazíamos ações para incentivar aumento das vendas no setor comercial precisamos enxergar essas diferenças.

Alguns se motivam por receber uma comissão sobre vendas mais alta (valor dinheiro), para outros o incentivo maior era ser declarado o vendedor número 1 e ter seu nome marcado no mural de funcionários destaque (valores status, competição, reconhecimentol)

Hierarquia de valores

Nós, seres humanos, somos geridos, em média, por cinco princípios morais e esses valores se apresentam de forma hierárquica.

Vamos analisar a seguinte situação:

Você é colaborador de uma empresa e recebe uma promoção que vai dobrar o seu salário, mas para isso será necessário você ir morar fora da sua cidade em um vilarejo distante de tudo. Você aceita a promoção ?

Certamente profissionais que não pensariam duas vezes em aceitar essa proposta são regidos pelos valores: desafio, conquista e dinheiro.

Dois profissionais que tem como principais valores: dinheiro e segurança, porém em ordem diferentes de hierarquia teriam respostas diferentes para esta pergunta.

Essa proposta seria mais facilmente aceita pelo profissional que tem o valor Dinheiro em hierarquia maior que o valor Segurança. Para ele o mais importante em sua vida é ganhar mais econstruir um patrimônio. Ele até acha que o dinheiro é que te traz segurança portanto, neste caso não importa a mudança, distância da cidade, a estrutura que ele irá encontrar lá. Tudo é compensado pelo fato de ganhar mais.

O segundo Profissional tem o valor Segurança como prioridade. Ele até gosta muito do dinheiro mas, a necessidade do ambiente seguro fala mais alto. Ir morar em um local longe, mudar completamente sua rotina, não saber o que esperar dessa nova situação e se não der certo? Tudo isso causa muito mais desconforto. Para ele tudo isso é menos vantagem do que ter mais dinheiro na conta.

Se é um profissional que ainda tem como valores família ou aprovação social fica mais difícil tomar essa decisão.

Não aguentaria deixar os filhos longe ou não suportaria vê-los passar por todas essas mudanças.

Como no exemplo o deslocamento seria para um vilarejo no qual a quantidade de habitantes é muito pequena o seu valor moral, aprovação social, estaria abalado pois, quem o tem são pessoas que não conseguem viver sem contatos com pessoas diferentes e sem exposição das suas conquistas.

Certo e Errado

Quando tratamos de valores pessoais não existe certo e errado. Cada pessoa tem a sua própria maneira de perceber o mundo a sua volta e de vivê-lo.

Existem alguns valores que são mais comuns em determinadas sociedades.

Honestidade no nosso país é um valor atualmente muito forte. Nos países orientais a dignidade, sabedoria e a espiritualidade são valores mais presentes. Nas tribos indígenas e africanas a força, a coragem são valores mais acentuados e eles mudam também de tempos em tempos.

E por que é importante sabermos identificar os nossos valores?

Para os jovens profissionais a resposta é: é importante saber se o seu valor moral é congruente com o da empresa pela qual trabalha, pois existem muitos colaboradores de empresas que ficam se sentindo mal em determinadas funções porque as normas e valores praticados pelas empresas vão de encontro com tudo pelo qual ele acredita então, ao colaborar com a empresa ele não se sente bem mas não entende o porquê.

Para os profissionais que desejam prestar serviços a clientes é importante porque ao identificar seus valores e aprender a transmiti-los através de mensagens assertivas, os clientes se identificarão com seus valores e se sentirão próximos a você levando-os a confiarem em você com mais facilidade.

No ambiente digital é importante você identificar e promover seus valores pois nosso objetivo, nas redes sociais, é atrair e se relacionar com pessoas que pensem e comunguem de forma parecida conosco.

” Quando você começa a posicionar a sua marca, elege um determinado nicho e põe-se a pensar sobre a quem gostaria de servir, acaba muitas vezes descobrindo que a audiência ideal, aquela mais interessada na sua oferta é formada por pessoas parecidas com você mesmo.” Aldo Wandersman

A sua mensagem ressoa com marcas semelhantes a sua.

Quando você chega em um local cheio de pessoas ou uma multidão, o ato mais provável que você faça é se esticar na ponta dos pés (isso pq eu sou baixinha) e procurar por rostos familiares. Isso acontece para que você se sinta confortável e seguro.

No ambiente digital agimos da mesma forma procurando reconhecer marcas que sejam “rostos conhecidos” e umas das formas que temos para nos certificarmos é através da identificação dos valores pessoais.

Como promover nossos valores?

Uma das formas mais fáceis de promover nossos valores é através daqueles famosos cards com frases inspiradoras, quem usa o Instagram já deve ter se deparado com elas.

Outra forma é através do conteúdo que produzimos ou compartilhamos nas redes sociais. Apenas lembre-se, quando você compartilhar uma história procure se atentar se os valores imbuídos nela são condizente com os seus, dessa forma você gera congruência na mensagem transmitida sobre sua marca pessoal.

Não nos esqueçamos também que nossas atitudes no mundo off LINE devem ser bem pensadas pois elas dizem muito sobre quem nós somos.

Nossa marca pessoal é colocada em evidência através da nossa postura, valores e motivações e para isso é necessário que atravessemos um período de introspecção que nos levará ao autoconhecimento.

Desvende seus valores pessoais e os conecte aos seus objetivos profissionais.

Conte comigo para essa jornada.

Se quiser aprender mais sobre as ferramentas utilizadas no meu processo de mentoria entre no grupo d WhatsApp e tenha acesso a conteúdos exclusivos de forma GRATUITA.


Aproveite a oportunidade e entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional.

Posso te ajudar a iniciar a gestão estratégica da sua MARCA PESSOAL e se projetar, alavancando sua vida profissional!

Até a próxima!
Fernandda Menezes

Se você quiser trocar idéias sobre o assunto entre em contato através dos meus canais de comunicação e redes sociais. Vou adorar conhecer a sua opinião!

Me ajude compartilhando este artigo. Minha missão é ajudar mais profissionais a tomar consciência da importância de cuidar da sua marca pessoal e tornar sua imagem profissional forte. 

Marca pessoal, porque é importante?

#02 importância da marca pessoal

Você se sente perdido na vida profissional? Está prestes a acabar a faculdade ou acabou a pouco tempo e não tem ideia do rumo profissional que vai seguir daqui pra frente?

Em todas as entrevistas que participou ficou muito nervoso e com medo das perguntas?

Agora imagine que você conseguiu se destacar de todos os seus colegas e já trabalha na empresa dos sonhos e ainda assim não lhe faltam convites para novas e melhores oportunidades!

Isso é possível!

Apenas os ensinamentos das universidades não preparam os alunos para a vida profissional como ela é. Passamos 4,5 anos estudando, aprendendo como trabalhar para os outros, as regras de convivência, normas da profissão, mas não aprendemos a olhar para dentro de nós, nos fortalecer, entender qual o nosso papel nisso tudo e por fim, nos promover.

Como devemos comunicar ao mercado que estamos a partir da formatura, aptos a realizar as atividades relativas aquelas profissões escolhidas? Promover nossas habilidades e qualidades, o nosso diferencial e porque deveríamos ser escolhidos.

Você descobrirá quando você iniciar a gestão da sua marca pessoal.

Ao identificar sua marca pessoal você já inicia sua carreira com uma vantagem competitiva. Ela abre oportunidades profissionais pois possibilita a você transmitir uma mensagem que é um profissional que tem visão clara e objetiva de futuro.

Pesquisas indicam que os gestores e empresários de grandes empresas já reconhecem que avaliam muito melhor os profissionais que têm uma gestão de marca pessoal ativa.

Eles consideram que aquele profissional que é capaz de saber se promover de forma estratégica carrega consigo a marca da empresa na qual trabalha e essa atitude fortalece a marca da empresa pois à medida que ele se promove também promove a empresa e atrai bons negócios.

Uma pesquisa do Carrier Builder indica que 70% dos empregadores usam as redes sociais durante os processos de entrevistas seja procurando candidatos ou avaliando informações nos currículos. A pesquisa ainda aborda que 43% dos empregadores usam as redes para checar sobre seus funcionários.

A boa notícia é que nos dias de hoje, qualquer um tem a chance de se destacar. Qualquer um tem a chance de melhorar e desenvolver suas habilidades. Todos podem ter uma marca pessoa forte!

Invista em você agora!

O diploma hoje já não é mais um diferencial, olhe em volta veja quantos profissionais conseguiram o diploma, se você tivesse que escolher um para trabalhar com você qual critério você usaria? Você pode até não ter noção disso ainda, mas certamente você escolherá aquele que tem branding pessoal.

Ele é tão talentoso quanto muitos outros, tem os mesmos títulos de cursos, especializações, viagens ao exterior, mas descobriu uma forma de se destacar dos demais, criou uma mensagem clara sobre si mesmo e uma estratégica eficiente para promover a sua marca.

A partir de agora você é uma marca, a marca chamada VOCÊ.

Você é tanto uma marca quanto a Nike, Coca Cola, Apple e para isso comece a pensar como o gerente da sua marca. O que é que o meu produto tem ou serviço faz para que torna ele seja diferente? Qual talento eu tenho que me torna diferente dos outros?

Benefícios a mais (não consta no áudio)

Ao construir sua marca pessoa você ganha uma ajuda na definição de prioridades e no foco nos aspectos da sua vida que você mais aprecia e na vida profissional:

  • Permite compreender suas forças e fraquezas
  • Gera interações mais significativas com os outros
  • Cria a sua tribo de pessoas com os mesmos valores
  • Demonstra seu valor por meio de ações
  • Solidifica o seu nicho

Quer conquistar tudo isso?

Aproveite a oportunidade e entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional.

Posso te ajudar a iniciar a gestão estratégica da sua MARCA PESSOAL e se projetar, alavancando sua vida profissional!

Até a próxima!
Fernandda Menezes

Se você quiser trocar idéias sobre o assunto entre em contato através dos meus canais de comunicação e redes sociais. Vou adorar conhecer a sua opinião!

Me ajude compartilhando este artigo. Minha missão é ajudar mais profissionais a tomar consciência da importância de cuidar da sua marca pessoal e tornar sua imagem profissional forte. 

Marca pessoal x Autoconhecimento

Se preferir ouça ao inves de ler.

Ola, tudo bem?

Vamos converser sobre marca pessoal.

Lembra que você viu que marca pessoal é aquilo que falam de nós quando não estamos na sala. Porque isso é tão importante nos dias de hoje?

A meu ver esse é atualmente o maior ativo que profissionalmente nós temos. A marca pessoal, a impressão que passamos para o mundo, o conceito da mensagem que queremos transmitir aos outros.

É atraves dela que mostramos o nosso valor e porque somos a pessoa certa para aquela vaga na empresa ou para atender aquele cliente.

A importância

Você ja deve ter se perguntado o motivo pelo qual você não conseguiu passar naquela seleção mas seu colega, que você acredita saber menos do que você, passou ou porque o cliente não vem até você ou estar sempre pechinchando o preço dos seus serviços.

Vários fatores podem influenciar esses resultados porém o principal é que talvez você não esteja transmitindo a mensagem correta sobre você e todo o seu potencial.

Muitas pessoas ainda hoje não sabem responder qual o seu ponto forte profissionalemente, qual o seu diferencial e o que levaria alguém a escolher fazer negócios com você.

Imagine, se você não sabe responder com clareza a estas perguntas como que você estará transmitindo a mensagem sobre você mesmo?

O primeiro passo

Podemos resolver tudo isso com o processo de construção e gestão de marca pessoal, o personal branding ou branding pessoal.

O primeiro passo é iniciar o processo de conscientização.

Viemos agindo e pensando como nossos pais e avós agiram e pensaram. Temos sido meros replicadores de seus atos e pensamentos. Eu faço assim porque minha avó sempre fez assim…

A maioria de nós não tem consciência de que esta vivendo dessa forma. Estamos programados para achar que desse jeito é o certo. Mas não é!

Em virtude desse papel que o homem moderno vem desempenhando, percebemos muitas pessoas infelizes, despreparadas emocionalmente, perdidas, sem rumo. 

” Ninguém é condenado a ser quem sempre foi.”

Uma grande maioria de pessoas ainda não conhece a verdadeira importância desse autoconhecimento.

Vivem uma vida agitada, realizando atividades no automático, nunca param. Não encontram um momento para pensar em si mesmos e algumas até tem medo de se descobrir. Chegam em casa e quando se veem sozinhas ligam uma televisão, por que precisam ouvir uma voz.

“O homem não habita mais o seu ser,  foge da oportunidade de estar sozinho.”

A que se entender que o princípio de tudo é compreender a si próprios, identificar o que te motiva.

O que você visualiza quando pensa em felicidade?

Temos que descobrir quem somos. Essa é a razão pela qual passamos a vida em busca de autoconhecimento, maneira de desenvolver nossas potencialidades e expressar o melhor de nós.

E aí, você vai ficar aí parado?

A palavra do momento é  CONSCIÊNCIA. É a hora de tomarmos consciência dos nossos atos. Sermos conscientes de nossos pensamentos motivadores e das nossas crenças limitantes. Nos conhecermos para encontrar o nosso propósito de vida. 

O estudo e evolução da marca pessoal começa pela base. Quem é você? Quais os seus valores? Qual seu propósito? Quais seus pontos fortes e habilidades?

Me comprometo a falar um pouco mais sobre cada item desses para ajuda-lo nessa nova jornada.

Quer encontrar esse novo caminho? Fique por aqui.

Aproveite a oportunidade e entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional.

Posso te ajudar a iniciar a gestão estratégica da sua MARCA PESSOAL e se projetar, alavancando sua vida profissional!

Até a próxima!
Fernandda Menezes

Se você quiser trocar idéias sobre o assunto entre em contato através dos meus canais de comunicação e redes sociais. Vou adorar conhecer a sua opinião!

Me ajude compartilhando este artigo. Minha missão é ajudar mais profissionais a tomar consciência da importância de cuidar da sua marca pessoal e tornar sua imagem profissional forte. 

O que é personal branding?

 Personal branding é o termo em inglês para gestão de marca pessoal. Ele é originário da palavra branding, conceito muito utilizado pelas empresas. 

Quando pensamos em marcas como Nike, Apple, Disney imediatamente sentimos alguma sensação, sentimento ou uma palavra vem a nossa mente.

Essas marcas trabalham vários elementos que juntos nos conduzem a sentir essas sensações e faz com que isso fique gravado na nossa mente.

Esse é o conceito de branding: conjunto de atividades que se destinam exclusivamente a gestão de uma marca, atuando desde a sua concepção e continuamente ao longo do seu desenvolvimento. 

Os elementos que compõem a sua marca são todos aqueles com os quais temos contato com a empresa.

Seu nome, logotipo, cores, fachada da loja, forma de atendimento, embalagem, filosofia, missão, incluindo a forma de comunicação, tudo isso junto faz com que criemos essa percepção sobre ela. 

A marca também é uma promessa. A empresa cria uma promessa e cumpre essa promessa o tempo todo através da junção de todos esses elementos. 

Por fim, marca é o fator decisório na etapa final da jornada do consumidor. Uma empresa com uma marca forte, construída através de um branding estratégico é facilmente escolhida em relação a uma outra. 

Trazendo esses conceitos para o pessoal teremos em 1997 a primeira vez em que se falou sobre personal branding através de um artigo publicado por Tom Peters.

Ele disse na época que era imprescindível os profissionais empreendedores ou não cuidarem das suas carreiras, tendo em mente que a partir daquele momento cada um teria que ser o CEO da sua empresa, a VOCE S/A. 

Artur Blender em seu livro personal branding diz que muitas vezes nós somos resumidos a um adjetivo. Você já pensou nisso? 

Se eu falar o seu nome você sabe o que seus familiares, amigos e clientes pensam a seu respeito? 

Pois bem, nossa marca pessoal é aquilo que falam sobre nós quando não estamos na sala. É a percepção que os outros tem de nós.

Essa percepção é construída, assim como nas empresas, através dos vários elementos. 

Nossa aparência, tom de voz, roupas que usamos, nossos valores, propósitos, atributos pessoais, idéias que propagamos, entre outros. 

Embora não possamos controlar 100% a forma como as pessoas pensaram sobre nós, temos a capacidade de decidir quais as mensagens promoveremos sobre nós mesmos.  

Ao fazer a gestão da nossa marca passamos a influenciar as pessoas sobre essa percepção.

Assim como as empresas conseguem influenciar seus consumidores a sentir e viver as experiências relacionadas a suas promessas e seus propósitos nós também temos essa possibilidade. 

À medida que eu me conheço e identifico meus pontos fortes, eu me posiciono, defino a minha promessa de valor e passo a me comunicar de forma estratégica e atrair as oportunidades condizentes com o meu objetivo. 

Esse é o verdadeiro objetivo do personal branding. Ficou claro?
Aguardo seu comentário ou dúvida.

Aproveite a oportunidade e entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional.

Posso te ajudar a iniciar a gestão estratégica da sua MARCA PESSOAL e se projetar, alavancando sua vida profissional!

Até a próxima!
Fernandda Menezes

Se você quiser trocar idéias sobre o assunto entre em contato através dos meus canais de comunicação e redes sociais. Vou adorar conhecer a sua opinião!

Me ajude compartilhando este artigo. Minha missão é ajudar mais profissionais a tomar consciência da importância de cuidar da sua marca pessoal e tornar sua imagem profissional forte. 

Tive muito medo de fazer meu primeiro vídeo e vc?

Olá, sou Fernanda Menezes, designer, fotógrafa e mentora sobre imagem profissional.

Trabalho na área de comunicação e design há mais de 15 anos, porém somente a pouco tempo perdi o medo de expor minha imagem para divulgação das minhas atividades profissionais.

Não foi fácil entrar neste mundo, nem foi de uma hora para outra. Até pouco tempo minhas redes sociais nunca tinham visto uma self.

Em 2018 foi o ano em que fiz minha primeira sessão de retrato profissional e até hoje não gosto muito dessas primeiras fotos.

Imagine que incongruência, eu vendia fotografia e não tinha minhas próprias fotos profissionais produzidas.

  • O celular era ruim,
  • Eu não sabia posar nas fotos,
  • Não sabia arrumar o cabelo,
  • Não sabia usar maquiagem,
  • Nem escolher quais roupas usar.

Essas eram as desculpas que eu usava para justificar o fato de não aparecer a frente da câmera.

Autoconhecimento

Quando iniciei meus estudos sobre branding pessoal, autoconhecimento, PNL percebi que ao longo da vida fui me convencendo de que a minha aparência exterior não era importante, pois o meu verdadeiro eu era a minha essência, o que estava dentro de mim e não importava como eu me apresentava.

Eu pensava: as pessoas têm que gostar de mim pelo que eu sou por dentro.

Achava que era futilidade cuidar da minha imagem pessoal, porém hoje percebo que essa era uma tentativa de fugir da angústia que eu sentia por não conseguir fazer as pessoas enxergarem a minha essência.

É mais confortável não mexer em algo ao qual nos acostumamos. Nos iludimos que sofreremos menos agindo assim.

Com tudo isso passei a me manter nos bastidores com a desculpa de que eu era mais útil dessa forma.

Ao perceber que para crescer profissionalmente eu precisava mudar estes pensamentos procurei perceber quais as desculpas mais relevantes que eu me dava e assim me boicotava.

Parti para ação

Fiz uma lista dos critérios que eu precisava mudar para me sentir mais segura e ter resgatada minha autoestima.

(Cada um tem uma lista dessa)

  • Cabelo,
  • Roupas e como me vestir
  • Corpo
  • Qualidade da câmera de self
  • Conhecimento dos assuntos
  • Como falar em público

Identifiquei que esses itens me faziam gerar desculpas para não progredir. Tratei de encontrar alternativas para resolver cada um deles.

Resolvidos, um a um comecei a fazer e postar selfs com os clientes, esse foi o meu primeiro passo e depois selfs dos bastidores dos jobs realizados.

Mais medos

O retorno foi imediato, criei uma aproximação emocional maior com cada cliente que eu fotografava, uma relação mais pessoal e íntima com eles o que resultou em mais indicações.

Nesta época me debrucei em entender mais sobre marketing digital, marketing de conteúdo, de influência e descobri mais vantagens em vincular minha imagem e marca pessoal aos negócios. São elas:

  • Conexão com o cliente
  • Humanização na relação
  • Gerar confiança
  • Gerar credibilidade

Passei a ler e ouvir muitos especialistas falando sobre autenticidade, expor seu ponto de vista, ensinar algo que você sabe, enfim não bastava apenas utilizar a fotografia era preciso colocar a minha marca na comunicação com o público.

Eu precisava ser autêntica, me expor mais, emitir a minha opinião sobre assuntos relacionados ao meu nicho e ensinar algo ao meu público. Para piorar, a recomendação era que fosse em formato de vídeo.

Afff outra barreira que eu teria que ultrapassar.

Comecei a escrever alguns textos sobre meus novos aprendizados em formato de diário, mas e o medo de publicar?

Eu não tinha medo do que as pessoas poderiam achar sobre o texto, apesar de saber que esse é o medo da maioria das pessoas. Eu tinha medo de que ninguém se interessasse por mim…

A coragem de não agradar

Foi neste momento que eu entendi que eu não preciso agradar a todo o mundo. Quem iria se interessar pelo que eu tenho a falar é quem se conectar comigo.

O primeiro passo é assustador

Então você escreve e solta o primeiro texto e aí passa a ficar obcecado em consumir e pesquisar pessoas que falam o mesmo assunto que você e, como você está no início da caminhada, muitas vezes se deprime ao ver que tem alguém muito melhor do que você, e pensa que seu conteúdo é bobo em relação aos outros.

Estou aqui hoje para te dizer. Não fique assim, não deixe essa energia te contagiar.

Não tente se encaixar

Cada profissional tem um tempo em sua caminhada, não se compare, não tente se encaixar. Procure fazer do seu jeito.

Não desista quando aparecerem os primeiros julgamentos. Trate de observar de quem eles estão vindo, na maioria das vezes de pessoas que não estão na mesma sintonia que você e não entendem sobre o que você está falando.

Faça seu primeiro post, texto ou vídeo sem pensar em agradar alguém. Com o tempo o retorno virá.

Quem tem seu PROPÓSITO bem definido e já iniciou a gestão da sua MARCA PESSOAL não se incomoda com isso e entende que seu conteúdo será absorvido pelo público que esteja passando pelo que você passou e neste quesito você poderá ajudá-los bastante.

Ah e sobre os vídeos, ainda estou no processo. Fiz o meu primeiro através das stories do Instagram mas percebi que ainda não consigo sintetizar minhas idéias então, decidi fazer um teste para gravar vídeos mais longos.

Que medo!!! Não gosto da minha imagem no vídeo, minha voz fica esquisita!

Usei uma técnica que os coachs nos ensinaram. Estabeleça submetas para sua meta maior.

Pensei, vou apenas montar o equipamento e testar. E foi assim que fiz. Os 3 ou 4 primeiros eu não publiquei, eles serviram para que meu cérebro fosse se acostumando comigo mesmo e eu fosse aprendendo a gostar do que eu via, e assim a coisa andou.

Essa foi a minha jornada até aqui. Ainda estou no processo, mas já passei por algumas etapas pelas quais você pode estar passando neste momento.

Vem comigo!

Entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional. Posso te ajudar a iniciar a gestão estratégica da sua MARCA PESSOAL e se projetar, alavancando sua vida profissional!

Conheça o projeto de consultoria O que a sua imagem representa? E se prepare para um novo mundo onde a sua imagem será forte e influente!

Por que branding pessoal é importante para profissionais liberais?

Seu objetivo não é fazer negócios com todo mundo que precisa do que você tem, e sim fazer negócios com quem acredita no mesmo que você acredita.

Essa frase é muito ouvida pelos profissionais liberais que usam as redes sociais como forma de divulgação dos seus serviços mas acredito que muitos ficam com dúvidas sobre ela. Não é?

Como eu sei quem são essas pessoas? Onde encontrá-las? Essa com certeza é uma das questões que mais os afligem.

Posso te contar um segredo? A estratégia nos dias de hoje não é mais a de procurar o cliente e sim de ser procurado, é isso o que o branding pessoal proporciona.

Através dos estudos e práticas do branding pessoal você vai aprender:

Entender o que as pessoas pensam a seu respeito,
Elaborar sua proposta de valor,
Escrever uma descrição matadora para usar nas apresentações formais e redes sociais,
Identificar o seu diferencial competitivo,

Ao final você será capaz de identificar a melhor forma de se comunicar com seu público fazendo com que ele o perceba como a pessoa ideal para resolver as suas dores.

Uma vez gerando essa conexão você passa a se tornar referência sobre o assunto então, quando alguém solicitar uma indicação, o seu público terá apenas o seu nome na mente deles.

Quando você estiver recebendo essas indicações você perceberá que acertou ao ter cuidado da sua MARCA PESSOAL e que o trabalho árduo de gestão dela que foi iniciado lá atrás tem dado resultado.

Por isso te dou uma dica: considere iniciar a gestão da sua marca pessoal o quanto antes.

Os profissionais que terão destaque daqui para frente serão os que sabem da importância de cuidar da marca pessoal e fazem gestão estratégica dela!

Não fique de fora!

Entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional.

Até a próxima!
Fernandda Menezes

Se você quiser trocar idéias sobre o assunto entre em contato através dos meus canais de comunicação e redes sociais. Vou adorar conhecer a sua opinião!

Me ajude compartilhando este artigo. Minha missão é ajudar mais profissionais a tomar consciência da importância de cuidar da sua marca pessoal e tornar sua imagem profissional forte.

Dessa forma você facilita a escolha do cliente

Cada vez mais o foco das estratégias de marketing em geral tem mudado de “encontrar clientes” para “atrair clientes”. Melhor do que isso seria se você fosse procurado pelo cliente ao invés de corre atrás deles, concorda?

Então é sobre isso que quero te convidar a pensar.

O primeiro passo na jordana de compra do cliente é a decisão de comprar.

Passada essa fase o cliente passa a inicia a busca por informações em várias fontes (indicação de amigos, internet, etc).

Considere que você tem trabalhado a sua marca pessoal cuidando de construir uma boa reputação, sendo presente na mente das pessoas. Você certamente será colocado na lista de indicação que este cliente irá buscar conhecer.

Conhecidas as alternativas o cliente parte para o próximo passo: Avaliar.

Cada consumidor leva em conta o que é importante do seu ponto de vista, alguns preços, outros conveniência, outros status e outros inovação, etc. A decisão é tomada pelo profissional que trouxer o maior valor para o cliente.

Se ele estiver na dúvida entre dois serviços com profissionais equivalentes, ele com certeza escolherá o profissional que mais tiver conexão com ele, o que mais representar credibilidade e gerar confiança para ele.

Aqui que entra a parte importante: tudo que você puder fazer para chegar ao seu consumidor com o valor que ele deseja vai te colocar na frente da escolha. Daí a importância de fazer a gestão estratégica da sua marca pessoal.
            1. Definir pelos quais serão os critérios você quer sua marca sendo escolhida.

            2. Dialogar com o tipo de cliente que você escolheu atender, sem sair atirando para todos os lados.

            3. Facilitar a escolha do cliente por você, uma vez que será fácil para ele identificar o que você tem a oferecer e quais os seus diferenciais perante o mercado.

Gestão de marca pessoal, branding pessoal é muito mais do que criar uma marca, é criar todo um ambiente que te favoreça e te faça ser visto pelo que você realmente deseja.

Vem comigo nesta jornada!

Entre no grupo de whatsApp IMAGEM PROFISSIONAL TALKS e tenha acesso a muito conteúdo que o ajudará na sua evolução profissional.


Se você quiser trocar idéias sobre o assunto entre em contato através dos meus canais de comunicação e redes sociais. Vou adorar conhecer a sua opinião!

Me ajude compartilhando este artigo. Minha missão é ajudar mais profissionais a tomar consciência da importância de cuidar da sua marca pessoal e tornar sua imagem pessoal forte.

Até a próxima.
Fernandda Menezes


Persona serve pra que?

O que são personas?

A persona é um personagem fictício que representa as principais características de um grupo de clientes. Ela é construída por meio de pesquisas qualitativa e quantitativas, que geram representações sobre o comportamento dos consumidores de uma marca – quem eles são, o que eles estão buscando conquistar, quais são os objetivos em suas vidas, como é o seu comportamento de compra, etc. As personas são baseadas em um publico alvo chave para o um negócio, ou seja, são modelos representativos baseados no comportamento de consumidores já cativos.

Para que serve uma persona?

Para começar, uma persona te ajuda a entender quem é o seu consumidor atual, e quem é o seu público-alvo. A partir do momento em que você entende profundamente o comportamento do seu consumidor, essa compreensão afetará positivamente as decisões tomadas na criação de modelos de Estratégia de Marketing, e de Vendas. Aprender sobre os hábitos dos clientes, significa potencializar a comunicação da empresa, criando um relacionamento empresa x cliente muito mais próximo e humanizado.

Qual é a importância de criar uma persona?

Como já dissemos, talvez o maior motivo para que você crie uma persona é que, quando bem feitas, elas ajudam potencializar a forma como você se comunica com o seu público, sua voz será muito mais focada no consumidor. Isso significa que o seu conteúdo vai ser relevante para a sua audiência, uma vez que identificando os diferentes tipos de conteúdo que se encaixam com as preocupações e interesses de seu público, você falará sobre os assuntos que você já sabe que eles querem ouvir – e vale lembrar que manter o conteúdo relevante é quase que sinônimo de engajamento e compartilhamento.

Além disso, a criação de Personas te ajuda a conectar os conteúdos de seu site ou redes de relacionamento aos produtos e serviços mais afins, uma vez que você terá entendido quais são os estágios de compra do seu consumidor.

A criação de Persona ainda te ajuda a manter o seu conteúdo envolvente, porque você saberá definir o tom e o estilo comum aos seus diferentes tipos de comprador.

Não bastasse isso, a criação de Personas incentiva a integração do marketing digital com os outros canais, e é um método bastante eficiente na hora de te ajudar a decidir sobre as prioridades de produção de conteúdo, levando em conta as verdadeiras necessidades dos clientes.

Ok, entendi a importância, mas por onde devo começar?

Uma boa forma de começar é reunindo informações sobre os clientes que você já tem, e ir preenchendo as lacunas com dados que você for reunindo através de pesquisas. Aliás, pesquise.

Quando for escrever o esboço da sua Persona, tente retratar o melhor possível, e com descrições minuciosas: desde o nome, idade, gênero, onde mora, hábitos familiares, profissão, gostos, desgostos… Descreva situações que representem este personagem, quais são seus sites preferidos, quais assuntos lhe interessam, quais são seus objetivos de vida… Visualize-o como uma pessoa de verdade, com toda a complexidade que um ser humano comum pode ter: perfeições e imperfeições. Crie uma, duas, três… Crie quantas personas forem preciso, desde que elas consigam representar o seu público alvo.

Fonte: https://wbweb.com.br

Lei também: Mapa da empatia

Mapa da empatia

Imagem

Imagine adentrar na mente do seu público-alvo, compreender o que ele deseja e, assim, oferecer produtos, serviços e atendimento mais adequados.

Parece improvável, mas, em certa medida, isso já pode ser feito por meio de algumas ferramentas.

Uma delas é o mapa da empatia, recurso utilizado para desenhar o perfil do seu cliente ideal com base nos sentimentos dele e ter mais assertividade sobre a comunicação que você estará fazendo com ele.

Utilizando esta ferramenta você será capaz de entender melhor como o seu cliente se comporta e com certeza terá muitos insights sobre o qual conteúdo ele terá interesse em consumir nas redes sociais e artigos presentes em blogs.

Se ainda não definiu o público alvo do seu negócio considere conhecer mais informações sobre criação de persona.